Cana do brejo

CANA DO BREJO: BENEFÍCIOS E COMO UTILIZAR

A Cana-do-brejo, Costus spicatus, similarmente chamada de cana-roxa, cana-de-macaco e jacuacanga, dentre mais nomes regionais, é uma planta abundante nas matas costeiras úmidas e terrenos brejosos, fartamente usada na medicina popular como diurética e depurativa. No entanto, seu resultado ainda não é comprovado e sua utilização requer cuidados.

Consagrada na medicina popular latinoamericana, a cana-do-brejo é tida como sudorífica, diurética, anti-inflamatória e analgésica.

Seu utilização é recomendada no tratamento de várias complicações urinárias, amenorreia, cálculo renal, transtorno menstrual, dor reumática, dificuldade de urinar, nefrite, uretrite, etc.

As partes usadas são os rizomas, hastes e folhas frescas em várias formulações.

Na cana-do-brejo são determinados os seguintes componentes principais: ácido oxálico, inulina, taninos e matérias pécticas.

A utilização prolongada da cana-do-brejo, devido ao seu elevado conteúdo em ácido oxálico, pode provocar o começo de cálculos de oxalato na vesícula e rins.

Maneira de utilização popular da cana-do-brejo

As informações mais comuns para o utilização são:

chá das folhas

suco das hastes

pó seco

moído das hastes e rais

cataplasma das folhas

Chá da cana-do-brejo

O chá da cana-do-brejo é feito com folhas frescas, na proporção de 2 colheres de sopa de folhas picadas para 1 litro de água fervente. Coloque as folhas na água já fervente tampe a vasilha, apague o fogo e deixe repousar por 10 minutos. Ingerir 1 xícara até 4 vezes ao dia.

Suco da cana-do-brejo

O suco ou o sumo das suas hastes diluído em água é utilizado para tratar doenças venéreas.

Bastão e a raiz da cana-do-brejo

A bastão e a raiz, secos e moídos em pó, são usados em cataplasmas adstringentes que servem para curar hérnias.

Folhas da cana-do-brejo

As suas folhas, em alguns lugares do interior do Brasil, são usadas como emoliente nas contusões e inchaços.

Embora a utilização desta planta medicinal ser muito antigo e conhecido, para algumas indivíduos esse talvez não seja livre de riscos que também não se conhecem. Nossa orientação é de que você consulte um fitoterapeuta ou um naturopata antes de utilizar.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *